Facebook pixel code

Como é a vida após uma cirurgia bariátrica?

Por Falando de Obesidade - Atualizado em 16 fev 2022, 14h:49 - Publicado em 16 fev 2022, 14h:31 Como é a vida após uma cirurgia bariátrica?

A obesidade é uma doença crônica e difícil de tratar.  Todos nós conhecemos pessoas que já tentaram todo tipo de tratamento para baixar o peso; dietas severas, exercícios extenuantes, medicamentos formulados pelo médico ou auto prescritos, e uma série de estratégias com muito pouco ou nenhum resultado no médio e longo prazo.  Além disso, sabemos que a obesidade está relacionada com um grande número de doenças metabólicas, tais como diabetes, hipertensão, apneia do sono, mudança nos níveis de colesterol e triglicérides, gordura no fígado, além dos problemas de ordem ortopédica como desgaste das articulações dos joelhos e quadril, com a dor e as limitações que isso produz, e não podemos deixar de citar a relação entre obesidade e o câncer, manifestada tanto na frequência de certos tipos de tumores malignos quanto nos resultados de seus tratamentos.

Tudo isso nos leva a considerar a cirurgia bariátrica como a melhor opção terapêutica para o problema da obesidade; e os estudos confirmam essa realidade; aos 5, 10, 15 e 20 anos os resultados em termos de perda de peso demonstram que o tratamento cirúrgico é muitíssimo mais eficaz que o tratamento tradicional [1]The incidence of albuminuria after bariatric surgery and usual care in swedish obese subjects (SOS): a prospective controlled intervention trial L M S Carlsson, S Romeo, P Jacobson, M A Burza, C … Continue reading [2]Bariatric Surgery versus Intensive Medical Therapy for Diabetes – 5-Year Outcomes Philip R Schauer 1, Deepak L Bhatt 1, John P Kirwan 1, Kathy Wolski 1, Ali Aminian 1, Stacy A Brethauer 1, … Continue reading.

 

Mas, o que acontece com as doenças citadas anteriormente? Como é a vida após uma cirurgia bariátrica?

O objetivo da cirurgia bariátrica é certamente fazer o paciente perder peso, mas sobretudo melhorar as condições de vida, em todos os aspectos, do paciente que sofre de obesidade. Isso quer dizer que após uma cirurgia bariátrica o paciente verá sua vida melhorar em todos os aspectos, tanto do ponto de vista físico quanto emocional.

 

Mas o que acontece especificamente do ponto de vista das doenças metabólicas?

Graças aos diferentes mecanismos biológicos que se manifestam após uma cirurgia bariátrica, a comorbidade metabólica começa rapidamente a melhorar.

Pacientes diabéticos, mesmo aqueles que já estão utilizando insulina para controlar seus níveis de glicemia, observam como poucos dias após a cirurgia, e mais ainda quando se trata de uma cirurgia que utiliza o intestino como parte da estratégia cirúrgica, como no caso do bypass e do mini-bypass, os níveis de açúcar no sangue começam a diminuir consideravelmente, e assim muitos não precisam mais usar insulina, e a dose dos medicamentos orais também diminui ou deixa de ser necessária.

NÃO falamos de cura da diabetes, mas sim de sua remissão parcial ou total, isto é, que o paciente já não precisará tomar toda a medicação, ou a dose necessária dos diferentes medicamentos diminuirá significativamente para manter os níveis de glicemia e de HbA1c dentro dos parâmetros esperados.

Isso gera obviamente uma mudança e uma melhora significativa na qualidade de vida e certamente no prognóstico da doença, pois sabemos que a diabetes é uma doença que vai lenta e furtivamente deteriorando a função de diferentes órgãos tais como os rins, o coração, as retinas, etc.

Mas a cirurgia bariátrica melhora não apenas a Diabetes. A Apneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) apresenta seus primeiros indícios de melhora muito rapidamente após a cirurgia. É sabido que o sintoma do ronco diminui ou desaparece nos primeiros meses após a cirurgia, e em muitos casos o uso de C-PAP pode ser suspenso.

E assim ocorre com as demais doenças metabólicas. A inflamação hepática (NASH) e a infiltração de gordura no fígado, na medida em que vão passando os meses após a cirurgia, diminuem até o ponto de desaparecerem, as articulações do quadril e dos joelhos já não precisam suportar um peso para o qual não foram projetadas, o que diminui a dor, e a necessidade de uma substituição das articulações, se for o caso, é provavelmente procrastinada. Esse efeito também é observado para a Hipertensão Arterial e a dislipidemia.

Mas o mais interessante disso tudo é que muitos desses benefícios são mantidos no médio e longo prazo, conforme demonstrado pelo estudo sueco [3]Gastric bypass surgery vs intensive lifestyle and medical intervention for type 2 diabetes: the CROSSROADS randomised controlled trial David E. Cummings, David E. Arterburn, Emily O. Westbrook, … Continue reading [4]Effects of Bariatric Surgery on Mortality in Swedish Obese Subjects Lars Sjöström, M.D., Ph.D., Kristina Narbro, Ph.D., C. David Sjöström, M.D., Ph.D., Kristjan Karason, M.D., Ph.D., Bo Larsson, … Continue reading, onde os resultados dos tratamentos médicos vs. tratamento cirúrgico no longo prazo foram comparados, obtendo-se uma diferença muito significativa em favor da cirurgia.

Portanto, podemos afirmar sem nenhuma dúvida de que após uma cirurgia bariátrica, a qualidade de vida e o controle das doenças associadas melhoram de forma muito importante em todos os sentidos da palavra.

Referências[+]

Assine nossa newsletter