Facebook pixel code

Existe hora certa para comer?

Por Falando de Obesidade - Atualizado em 10 jan 2023, 14h:47 - Publicado em 10 jan 2023, 14h:47 Existe hora certa para comer?

Se tem um tema muito discutido em rodas de conversa sobre dietas é: “qual o melhor horário para comer?” A pergunta que aparentemente não tem uma resposta exata foi dada por um estudo realizado na Inglaterra. Segundo o estudo, fazer refeições mais completas no café da manhã pode ser melhor para quem espera perder peso. Já as refeições noturnas não significam necessariamente maior ganho de peso, mas podem deixar a sensação de fome mais forte do que o normal, afirma o texto publicado na revista Cell Metabolism.

A ingestão calórica matinal em humanos tem sido defendida como uma estratégia dietética para melhorar a perda de peso. No estudo cruzado randomizado, 30 indivíduos com obesidade/sobrepeso foram submetidos a duas dietas de 4 semanas com restrição calórica, mas com o mesmo valor energético para perda de peso, com calorias carregadas pela manhã ou à noite.

Divididos em dois grupos, um deles fez refeições com controle calórico às 8h, meio-dia e 16h, enquanto o outro comeu as mesmas refeições quatro horas depois, ao meio-dia, 16h e 20h durante os seis dias relatados no estudo.

Dados de fome e apetite foram coletados 18 vezes cada, enquanto testes de gordura corporal, temperatura e gastos de energia foram coletados em três dias separados.

Nestas situações não foi possível demonstrar diferenças no gasto energético diário total ou na taxa metabólica de repouso relacionada ao tempo de distribuição de calorias sem diferença na perda de peso. No entanto, os participantes que consumiram a dieta matinal relataram uma fome significativamente menor. Assim, a ingestão matinal, com um café da manhã reforçado, pode ajudar na adesão ao regime de perda de peso por meio de uma maior supressão do apetite.

Os participantes relataram todos os alimentos que consumiram fora da dieta prescrita e todas as sobras foram pesadas.

Trabalho recente de outro pesquisador [1]http://refhub.elsevier.com/S1550-4131(22)00344-8/sref6 avaliou o apetite e a recompensa alimentar após uma refeição idêntica ”cedo” e ”tarde” e relatou menor apetite durante a sessão de teste matinal e maior capacidade percebida de promover sentimentos de saciedade após a refeição de teste. Além disso, eles relataram uma sensação de saciedade significativamente maior nas refeições matinais versus noturnas. À noite, os participantes tiveram maior gosto e desejo por alimentos ricos em gordura.

Dessa maneira, constatou-se que dietas que promovem maior ingestão de calorias pela manhã e menor ingestão de calorias (ou jejum mais longo) à noite, provavelmente produzirão perda de peso sustentada [2]http://refhub.elsevier.com/S1550-4131(22)00344-8/sref58.

O estudo fornece suporte para o conceito de que o ritmo circadiano, que influencia as principais funções fisiológicas, como temperatura corporal e frequência cardíaca, afeta a forma como nossos corpos absorvem combustível.

Outra descoberta encontrada nos exames de sangue dos indivíduos foi de que os níveis de leptina, um hormônio que nos diz quando nos sentimos cheios, diminuíram para as pessoas que comeram mais tarde enquanto os níveis do hormônio grelina, que aumenta o apetite, cresceram.

Além disso, quando os participantes comiam no final do dia eles também queimavam calorias a uma taxa mais lenta do que quando comiam mais cedo. Testes de sua gordura corporal encontraram mudanças nos genes que afetariam a forma como a gordura é queimada ou armazenada.

Então fica a dica: tente não se abster do café da manhã e dê preferência para refeições realizadas mais cedo, antes do anoitecer. À noite, pode ser melhor fazer refeições mais leves e em porções menores.

 

Fonte: https://www.cell.com/cell-metabolism/pdfExtended/S1550-4131(22)00344-8

Referências[+]

Assine nossa newsletter